sexta-feira, 27 de abril de 2012

Co-sleeping...

(foto de @Diane Gazeau "Maman Xuxudidi!)
Na passada semana fomos entrevistados para a Sábado sobre dormir junto com os nossos bebés...
Em baixo, a versão completa da entrevista. Um verdadeiro copy paste!

Desde que idade é que os filhos dormem na cama de casal? Os meus, dormiram desde o primeiro dia!

Qual a medida da cama? (tenho de medir) é uma cama de casal normal, não é king size

Dormem quatro na mesma cama? Não se torna incómodo? Não, dormimos 3, o Rafael dorme no quarto dele

Até que idade o filho mais velho dormiu convosco e desde quando? Dormiu desde o primeiro dia, até mais ou menos 1 ano... e nalguns dias, quando estava doente.

E o mais novo dorme convosco desde quando? A Alice desde que nasceu
Porque é que os seus filhos dormem na cama de casal? Porque era mais fácil lidar com o cansaço de ter um bebé novo em casa... porque assim não chora, e porque se o bebé não chora, a mãe e o pai não choram :) É mais fácil ter o bebé ali perto ao invés de estar a levantar e ir sentar numa cadeira a amamentar.... e se começa a mexer muito, antes de chorar, já está a mamar....

Não é uma coisa que se faça porque é moda, ou porque se é diferente.... no nosso caso, embora acreditemos que é bom para a estabilidade emocional da criança, que se sente segura, fazemos porque nós nos sentimos seguros com isso.

Também o fazemos porque eu e o César não fumamos e sem ser em eventos sociais, não bebemos. Nesses dias, não dormimos com ela, é perigoso.

Como consegue ter vida conjugal? Um bebé novo na familia vem sempre causar alguma mudança na vida “amorosa”.... claro que não podemos ser íntimos na presença das crianças.... e como domrimos com ela, optamos ou por deixá-la no quarto e nós ocupamos outra divisão da casa... ou pô-la na sua cama. A casa num todo é o espaço da familia.... os miudos tem o seu quarto que é reservado.... nós quando eles dormem ou quando não estão temos livre acesso ao resto da casa! Para além disso o dia tem 24 horas e as crinaças não estão sempre em casa!

Ela tem o seu espaço, não é um bebé sem espaço próprio. Tem uma cama no seu quarto e do irmão....

Pode indicar-me a norma da OMS que defende o co-sleeping? Pode procurar aqui http://www.cosleeping.org/

Recomenda essa pratica a outras mães, quantas já a aceitaram através dos seus conselhos? Claro que sim... se a pessoa se sentir confortável com isso. Se não fuma e não bebe. Não é uma coisa que se faça porque os outros o fazem.... tem de ser uma coisa natural... se não vamos conseguir dormir, mais vale o bebé dormir noutra cama!


Não teme sufocar ou magoar os seus filhos com o co-sleeping? Não. Nunca mais se dorme um sono verdadeiramente profundo deste que se é mãe, acho. Qualquer movimento do bebé é suficiente para o sentirmos. Como não bebo ou fumo, estou sempre “alerta” como as leoas da selva:) dormimos sempre com “um olho aberto” :)

Quando fala desta questão com a vizinhança, nas caldas da rainha, como é que as pessoas reagem? Provoca controvérsia? A vizinhança não sabe.... os amigos se não concordam, penso que optam por não opinar, ou dizem “ai, eu não sou capaz”.... de qualquer forma, não dou muita hipotese de não concordarem, a mãe sou eu, EU SOU A MELHOR MAE QUE OS MEUS FILHOS PODEM TER :)

E a sua família alargada (mãe, irmãos, etc., primos) o que acham? Penso que aprenderam a concordar com o meu modo de vida... A minha mãe e irmã, penso que confiam em mim... não sou uma pessoa inconsciente que não sabe o que anda a fazer. Para além disso, quando chego ao consultório do pediátra e ele diz: basta olhar para a cara da sua filha para ver o quanto ela é feliz, todas as dúvidas sobre o meu modo de criar os meus filhos desaparecem!

Quando é que tenciona que os seus filhos durmam sozinhos? Com que idades? Eles já têm quarto? Sim, tem um quarto... não tenho uma idade definida... quando achar que ela está desconfortável, passa para o quarto dela, ou quando parar de mamar de noite....Ele já dorme no seu quarto á muito tempo, e toda a gente pensa que vai ser dificil e não é... eles gostam de ter o seu espaço!





9 comentários:

Cupcake disse...

Esta sim já me parece uma entrevista à séria, e não aquela publicada.
Gostei.
Relativamente a este assunto eu ainda tentei, mas o medo de esmagar o meu filho era tanto que eu não consegui pregar o olho enquanto ele esteve na nossa cama, por isso, desisti dessa ideia. Agora só quando está doente, é que dorme connosco. :)

Ana V. disse...

Sou leitura assídua da Sábado há muito, mas começo a ficar farta de ler os desmentidos das entrevistas. Não é a 1ª vez que alguém exige repor a verdade do que foi dito na entrevista. neste país o cuidado jornalístico está numa fase que começa a ser difícil ao leitor acreditar no que lê. Por vezes basta uma palavra para alterar todo o conteúdo. Penso que devias enviar um email para a revista a exigir que a corrijam. Quanto ao dormir com os filhos, penso que cada um é livre de optar sobre a educação a dar-lhes a mim não me faz confusão nenhuma.

Paola disse...

Lindos os três! O que me irrita é que falem de uma "moda", como se fosse alguma novidade passageira... para nós também foi a melhor opção, e ainda hoje dormimos os três juntos as sestas aos fins de semana ;)

xuxudidi disse...

Ah, estes fenómenos de moda... foi para proveito da revista!
Tive uma vez esta experiência com a mais velha. Adormecia a amamantar. Os gestos eram quase mecânicos. Assustei-me quando vi a minha filha no chão, nunca mais! Ao invés de ti, tenho o sono muito pesado!
Em contra partida, quando o pai viaja, elas dormem comigo, à vez e sabe muito bem. Consoante a personalidade de cada uma delas os meus serões na cama são ricos e diversificados. Não será vergonha nenuhma dizer que sabe mesmo bem !

Sandra disse...

Não podia estar mais de acordo com tudo o que li.
Tenho exatamente a mesma opinião. A nossa filha sempre dormiu connosco desde que nasceu e hoje com 4 anos adora dormir no quarto dela e por vezes connosco só porque sim (porque nos apetece). Também não temos regras, nunca tivemos apesar de tudo o que ouvimos de uns e outros e sempre nos demos bem desta forma com os devidos cuidados. Nunca tivemos uma noite mal dormida e sempre ela estava doente era um descanso tê-la ali ao nosso lado para controlarmos tudo de forma mais fácil. É uma criança que dorme perfeitamente bem na cama dela adormece sozinha no seu quarto e para ela dormir com os pais é tão natural como dormir sozinha no seu espaço. É uma criança segura, independente, tranquila e muito mimada como ela mesma diz.
Só para finalizar queria apenas dizer que acho estranho estas formas rígidas que se usam para criar os filhos com tantas regras e imposições. Nós somos os país logo nós é que sabemos a melhor forma de lidar com os nossos filhos desde que para isso sejam tidas em conta normas básicas de segurança e que nos conheçamos bem o suficiente para acreditar que podemos ter um sono tranquilo com o nosso bebé ao lado.
Para os mais receiosos e com essa vontade têm sempre esta opção http://casascomdesign.com/pt/criancas/120-berco-bednest.html.

Chuva disse...

Gostei tanto! Do que disseste, como o disseste. No fundo... de ti! De vocês!
Tanta saudadita :O)

sara carvalho disse...

Cá em casa às vezes somos 4 na cama e sabe muito bem... :) Quem mora no convento... Beijinhos

Soph disse...

ADOREI!!!!!!!!!!!!!
POis, claro!!!! :)

Cócegas nos Pés disse...

Muito Obrigada pela vossa partilha! Visitem o nosso Blog e deixem umas palavrinhas para partilhar com outras mamãs e papás. Muito Obrigada!
http://educacao-cocegasnospes.blogspot.pt/2012/11/co-sleeping-ou-ferberizacao-sera.html

Mil Bolinhas de Sabão Sorridentes para o Rafael e a Alice!